Simone Honório Gomes – Psicóloga

Simone Honório Gomes – Psicóloga

Como as emoções estão interligadas com nossa prosperidade e pode ser um fator que impede muitas mulheres de serem bem-sucedidas

Por Simone Honório, Psicóloga

Organizações, equipes e a sociedade têm muito a ganhar ao investir na liderança feminina. Dentre seus pontos fortes estão a flexibilização, colaboração e maior fortalecimento da diversidade, criatividade e inovação. Fatores estes essenciais para que as empresas se mantenham competitivas. Entretanto, as executivas, gestoras e empreendedoras ainda enfrentam barreiras no caminho até uma posição estratégica.

Ser uma empreendedora é atuar como agente de mudança, inovação e coragem, impulsionando iniciativas sociais e inspirando outras pessoas a seguirem seus próprios caminhos, por isso falarmos de prosperidade com mulheres é fundamental para uma sociedade justa e igualitária.

Com o passar dos anos e uma série de transformações na sociedade, nos relacionamentos, casamentos e estruturas de famílias, as mulheres tiveram que se adaptar a essas mudanças e criaram algumas prioridades para se sentirem menos vulneráveis e desprotegidas. Antigamente eram limitadas a apenas constituir uma família e serem mães, hoje buscam se destacar ainda mais profissionalmente e conquistar a independência financeira em sua luta pela segurança e pela satisfação das três grandes exigências da vida: o amor, o trabalho e a vida social.

Mas, esse cenário de inspiração, conquistas e desafios, tem um alto preço, pois gerou uma série de perturbações no desenvolvimento psíquico das mulheres na sociedade contemporânea e, por consequência, tornando-as mais exposta aos ferimentos da alma, com o surgimento de sofrimentos e adoecimentos devido à repressão, ao vazio e à insegurança.

As emoções não nascem nem desaparecem sem motivo, por isso quando reprimimos em vez de enfrentar estamos colocando uma pedra nas emoções e não resolvendo as questões apresentadas, se aceitarmos o que sentimos, será muito mais fácil administrá-las. Não aceitar resultará em um conflito interno entre o que você pensa e sente, é o que chamamos de  incongruência entre a razão e emoção. Aí nascem todas as questões de sofrimento e adoecimento psíquicos mais latentes do ser humano, nutrimos a ideia de que não queremos perder nada, temos dificuldades de abrir mão das coisas, situações e principalmente de pessoas.

No campo profissional, os negócios dependem das relações interpessoais. Ser emocionalmente inteligente vai lhe permitir exercer uma influência eficaz e benéfica naqueles que trabalham consigo. O autoconhecimento vai ser sua principal ferramenta social para gerir suas emoções. Entender seu temperamento, sua linguagem de amor, seus traumas, suas relações e construções familiares, analisar quais emoções sentimentos ativam gatilhos que levam a comportamentos indesejáveis perante determinadas situações e entender a motivação desse padrão repetitivo permitirá você estar atenta às suas emoções, aumentará a sua autoconsciência e ajudará a identificar que as suas crenças limitantes estão sendo sabotadores da sua prosperidade e consequentemente entender o que está impedindo de você viver a vida dos seus sonhos.

Ao entendermos que nossas emoções interferem na nossa capacidade de tomar decisões baseadas em valor, diminuindo ou impedindo a realização de metas, conseguimos reconhecer quando essas mesmas emoções ofuscam o nosso bom senso. Assim, conseguimos dar um rumo construtivo a esse mundo subjetivo, colocando-o as situações a nosso favor. A partir de uma linguagem e comportamentos assertivos, em que você expõe e defende seu posicionamento de forma clara, tranquila, objetiva e sem gerar conflitos.

No entanto, é importante lembrar que o sucesso nos negócios não depende apenas do equilíbrio emocional. Existem muitos outros fatores que podem influenciar o sucesso nessa área, como habilidades de liderança, conhecimento do mercado e estratégias de marketing eficazes. Mas tudo isso pode ser aprendido, desenvolvido e colocado em prática.

Entendendo quem somos, como funcionamos iremos atingir o que mais aspiramos na vida sem precisar abrir mão de nada: ser amadas e prósperas.

 

Veja Também

1 Comentário

Avarage Rating:
  • 0 / 10
  • Juliana Goncalves , 6 de julho de 2023 @ 5:06 pm

    Muito bom, sem inteligência emocional não sobrevivemos…
    Parabéns pela coluna Simone, ansiosa para os próximos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *