Faces femininas: Quais são elas e como equilibrá-las?

Faces femininas: Quais são elas e como equilibrá-las?

Colaboração Bruna Chagas

A mulher desempenha diversos papéis na sociedade, e ao longo da história, tem enfrentado desafios únicos em cada um deles. A “Tia da Prosperidade”, Kerle Campos, treinadora comportamental e formada em neuropsicologia, explica a seguir todas essas faces femininas.

Dentre eles, a mulher exerce o papel de mãe que exige responsabilidades físicas e emocionais com o cuidado da criança, medos e inseguranças, o papel de profissional onde tem se buscado a igualdade de oportunidades e tratamento justo, onde é comum a disparidades salariais, discriminação de gênero e dificuldades de equilibrar vida e carreira.

Papel de esposa e parceira onde a mulher pode enfrentar desafios como expectativas culturais ou familiares rígidas, desigualdade de gênero no casamento e falta de poder de decisão. Papel de cuidadora, onde ela assume tanto dentro da família quanto na sociedade em geral. Isso inclui cuidar de crianças, idosos, doentes e pessoas com deficiência.

“Embora seja uma função valiosa, as mulheres muitas vezes enfrentam dificuldades em relação à falta de reconhecimento e valorização do trabalho de cuidado, bem como à sobrecarga física e emocional que pode advir dessas responsabilidades. Papel de ativista e defensora, muitas mulheres têm desempenhado papéis essenciais na luta por direitos iguais e justiça social. Elas enfrentam desafios como a resistência e a violência de indivíduos ou grupos que se opõem à mudança, bem como a necessidade de superar estereótipos e preconceitos em suas ações”, ressalta Kerle Campos.

Em meio a esse turbilhão de desafios e sobrecargas emocionais, onde essa mulher pode encontrar seu porto seguro? Um caminho para enfrentar e vencer todos eles? A resposta está principalmente no caminho do autoconhecimento.

Segundo Kerle, isso é o que permite que as mulheres identifiquem suas prioridades pessoais e profissionais. Compreender quais são os seus valores fundamentais e objetivos de vida ajuda a definir o que é mais importante para elas e a tomar decisões alinhadas com essas prioridades. “Ajuda a definir limites saudáveis e a dizer “não” quando necessário, evitando sobrecargas e garantindo que possam cuidar de si mesmas’, explica a treinadora.

“É fundamental para o desenvolvimento de habilidades de liderança. Ao entenderem seus pontos fortes e fracos, mulheres podem trabalhar no aprimoramento de suas competências, gerenciando melhor seu tempo, tomando decisões embasadas e liderando com autenticidade”, completa Kerle.

De acordo com A Tia da Prosperidade, permite ainda que as mulheres compreendam suas emoções e reações diante dos desafios. Isso lhes dá a oportunidade de desenvolver a resiliência emocional, lidando de forma saudável com o estresse, a pressão e a adversidade, mantendo a estabilidade emocional mesmo em situações difíceis.

“Ao se conhecerem profundamente, as mulheres ganham confiança e autoestima. Essa consciência interna fortalece seu senso de identidade e propósito, permitindo que enfrentem os desafios com mais coragem e determinação, além de resistir a estereótipos de gênero e expectativas sociais limitantes”, diz Kerle.

Para a treinadora comportamental, também é essencial para aprimorar a comunicação e os relacionamentos. Quando as mulheres têm consciência de suas necessidades, desejos e limitações, podem expressá-los de forma clara e assertiva, estabelecendo relações mais saudáveis e gratificantes.

Em suma, o autoconhecimento é uma ferramenta poderosa para as mulheres enfrentarem os desafios dos diferentes papéis que desempenham na sociedade. Ao compreenderem a si mesmas e agirem de acordo com sua autenticidade, elas podem tomar decisões mais conscientes, gerenciar melhor seu tempo e energia, desenvolver habilidades de liderança e promover relacionamentos mais equilibrados, alcançando maior satisfação e sucesso em todas as áreas de suas vidas.

“Um método eficaz para desenvolver essa consciência, autocuidado e autoconhecimento é o Método Mulher Bem Realizado uma capacitação no formato de Day Training onde em um período de 12h de imersão em um único dia é trabalho de maneira sistêmica através de dinâmicas de alto impacto emocional todos esses aspectos da vida da mulher para verdadeiramente ela possa superar esses desafios alcançando assim uma vida plena e abundante”, finaliza Kerle.

Segundo depoimento de Kathy Oliveira, que trabalha como contadora e também ministra treinamentos como consultora do Sebrae, participar da Imersão Método Mulher Bem Realizada foi algo único. “Momento único, emocionante, e impactou nossas vidas (várias dinâmicas show), possamos enxergar e caminhar o futuro com mais FORÇA e consciência de nossa missão. Saiba que vc me fez sentir importante, feliz, eu amo rosas e vc nos presenteou. Estou muito feliz e me sentindo TRANSFORMADA. Parabéns pela dedicação sua equipe é mil e super indico simmmm esses métodos pra demais mulheres. Deus te abençoe sempre e sucesso eterno. Vc é mil!!!”

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *